Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

SomosDesporto

Blog desportivo, noticias atualizadas, futebol nacional e internacional.

SomosDesporto

Blog desportivo, noticias atualizadas, futebol nacional e internacional.

Artilheiro Jonas em destaque na goleada do Benfica frente ao Marítimo

naom_5a9af70d37361 (1).jpg

  Este sábado, o Benfica aproveitou o deslize do Sporting no Clássico ao vencer o Marítimo por 5-0, numa partida em que Jonas foi a grande estrela, fazendo um hattrick. 

  Destaque ainda para André Almeida que contribuiu para a goleada, com duas assistências para o avançado brasileiro (para o primeiro e segundo tento de Jonas).

  Com este resultado, as águias isolam-se no segundo lugar da tabela classificativa, com mais três pontos que o Sporting e menos cinco que o líder FC Porto.

 

   Benfica trava insulares com o artilheiro Jonas

   O árbitro apitou para o início da partida e o Benfica demorou a entrar nos eixos, deixando o Marítimo mostrar o seu atrevimento dentro de campo.

   A armada oriunda da Madeira entrou mais forte e procurou pressionar a equipa da casa desde início, procurando aproveitar um potencial erro das águias. Os insulares estiveram por várias ocasiões no pulmão da área do Benfica, sendo que a defensiva encarnada sentiu alguma dificuldade em parar a hiperatividade do ataque do Marítimo.

   Porém, no seguimento do primeiro canto para os encarnados… surgiu o primeiro golo da partida, André Almeida assistiu para Jonas, que não desperdiçou a oportunidade e disparou o esférico para dentro da baliza. Estava feito o 1-0.

   O Marítimo ressentiu o golo sofrido e entregou por completo o jogo ao Benfica. Faltou intensidade, coesão defensiva e deixou de haver ligação entre os setores – ou seja, desorganização total por parte dos forasteiros.

   Com o desnorte total do Marítimo, o emblema encarnado aproveitou a oportunidade e continuou a pressionar forte o rival, acabando por aumentar a vantagem no marcador aos 22 minutos, através de Grimaldo.

   O marcador exibia 2-0 na Luz, mas mesmo assim, o Benfica não estava conformado com o resultado e foi à procura de mais. Jonas foi chamado a intervir e não desiludiu… bisou na partida, nova assistência de André Almeida.

   Os pupilos de Daniel Ramos persistiram em continuar a dar espaço aos jogadores ofensivos das águias – não aprendendo com os erros – e, inevitavelmente, o artilheiro canarinho voltou a agitar as redes da baliza de Charles. Desta vez o remate certeiro surgiu de uma grande penalidade, Pablo travou Rafa quando este se isolava e o árbitro assinalou o castigo máximo.

  O Benfica partiu para o intervalo com uma vantagem esclarecedora.

   

   Águia em gestão mantém sufoco sobre insulares

   Novos 45 minutos, mas a história foi a mesma. O emblema encarnado entrou e e dominou o adversário com bastante facilidade. No caso do Marítimo, a equipa manteve-se na mó debaixo e 'teimou' na desorganização defensiva da primeira parte.

   Para piorar a situação, João Gamboa foi expulso do encontro aos 56 minutos, depois de uma entrada violenta sobre Zivkovic. Se com 11 jogadores o conjunto visitante estava com dificuldades, com 10 a defensiva insular tremeu bastante a cada ataque do Benfica.

   Nos últimos vinte minutos do encontro Rui Vitória quis que os seus pupilos tirassem o pé do acelerador e apenas gerissem o resultado. Contudo, Zivkovic não estava satisfeito e foi à procura do golo, situação que surgiu aos 82 minutos. O sérvio puxou para o pé direito e rematou em arco ao cantinho da baliza de Charles.

   No final, perante o bom resultado do Benfica, os adeptos presentes no Estádio da Luz pediram à equipa a conquista da I Liga, gritando pelo 37.º campeonato em alto e bom som.