Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

SomosDesporto

Blog desportivo, noticias atualizadas, futebol nacional e internacional.

SomosDesporto

Blog desportivo, noticias atualizadas, futebol nacional e internacional.

Acabou o sonho. Bis de Cavani enviou Portugal de volta a casa

naom_5b37decc95957.jpg

    Portugal caiu nos oitavos de final do Mundial 2018, este sábado, diante do Uruguai, com uma derrota por 1-2. Pepe ainda marcou para a Seleção Nacional, mas um bis de Cavani carimbou o passaporte de regresso a Lisboa. 

   O Uruguai ainda não tinha sofrido nenhum golo, nesta fase final. No entanto, Portugal não entrou 'a medo' na partida e, de início, tentou 'desmontar' a muralha uruguaia. Primeiro por Bernardo Silva (2’) e depois por Cristiano Ronaldo (5’).

   Mas quem não marca, sofre. A primeira vez que o Uruguai chegou perto da baliza da Rui Patrício, carimbou o 1-0. Com a defesa portuguesa, literalmente, a dormir, Cavani inaugurou o marcador com um excelente remate. Na resposta, Fonte cabeceou com perigo, ao lado da baliza adversária.

   O Uruguai pressionava bastante no meio-campo, impedindo a equipa portuguesa de construir jogo e sair com perigo no ataque. Para além disso, faltava organização defensiva e uma estratégia bem definida à equipa nacional.

   No segundo tempo, Fernando Santos fez algumas alterações estratégicas: trocou João Mário e ainda colocou Bernardo Silva no apoio a Cristiano Ronaldo, o que ofereceu outra estrutura e dinâmica ofensiva.

   Portugal já conseguia construir jogo e criar perigo. O golo estava perto. Aos 55 minutos, depois de um canto marcado por Raphael Guerreiro, Pepe cabeceou certeiro para o fundo das redes adversárias, assinando o 1-1. Estava a eliminatória relançada.

   O Uruguai estava longe das redes de Patrício mas, quando se aproximava, criava muito perigo. E foi o que aconteceu aos 62 minutos. Cavani (novamente Cavani) encheu o pé e rematou para o 2-1, sem dar hipóteses ao guarda-redes português.

   Fernando Santos procurava o empate, apostando em Ricardo Quaresma (saída de Adrien) e Manuel Fernandes (João Mário), mas Portugal não conseguia simplificar processos e, quando tinha oportunidades, não era eficaz.

   Na reta final, assistiu-se a um jogo de loucos, com a formação portuguesa a dar tudo para conseguir chegar ao empate. No entanto, não foi o suficiente para conseguir alterar o desfecho do jogo e o sonho português acabou diante do Uruguai, nos oitavos de final do Campeonato do Mundo 2018.